Finanças Pessoais: dicas para organizar suas finanças

Nunca gaste seu dinheiro antes de recebê-lo – Thomas Jefferson

A grande maioria das pessoas hoje em dia está com problemas financeiros. Cada um com seu motivo, mas o que elas têm em comum é a falta de organização, o primordial para ter suas finanças pessoais em dia e com alguma gordurinha para usar em caso de necessidade.

Dicas essenciais para suas finanças pessoais

Conforme mencionamos acima, vamos listar dicas que você pode se orientar para ajudar suas finanças pessoais:

Planejamento: o primeiro passo é ter um bom planejamento, e isso só é possível se você conhecer bem seus ganhos e seus gastos, pois normalmente a gente não faz esse controle à risca. A dica é: crie uma planilha simples no computador, ou um caderno, e anote mensalmente quanto ganha, cada gasto fixo que tem (escola dos filhos, aluguel, internet, etc) e lembre-se de anotar também as dívidas ou prestações que estiver pagando. Assim você consegue fazer as contas e saber qual seu gasto total e quanto está sobrando do seu salário. Aqui cabe uma dica de app para controle, o MoneyWise,

Equilíbrio e definição dos gastos: este segundo passo está vinculado ao primeiro. Sabendo monitorar os ganhos e gastos você pode trazer equilíbrio para suas finanças pessoais. Especialistas indicam que o ideal é investir na técnica 50-15-35: 50% deve ser usado para os gastos essenciais e fixos (aluguel, condomínio, contas de luz, água, escola, plano de saúde, etc), já 15% vai para as prioridades financeiras (dívidas ou investir na renda fixa ou poupar) e 35% para os momentos de lazer, cuidados pessoais, etc,

Controle os gastos: diminua o uso do cartão de crédito e só o use em situações que você já tenha previsto na sua planilha de gastos/custos, compare os preços antes de fazer a compra que deseja, e se comprar à vista tiver um bom desconto, guarde o dinheiro e só compre quando tiver o total suficiente,

Invista: assim que conseguir equilibrar suas contas e colocar em prática a técnica 50-15-35, comece a guardar dinheiro e invista em aplicações ou na poupança para que consiga ter controle sobre sua vida financeira e tenha uma boa rentabilidade a curto, médio ou longo prazo, para que possa viver a vida de maneira organizada e com segurança financeira.

Infelizmente a realidade no nosso país é que não há uma cultura financeira, e nem sempre há interesse das instituições que as pessoas entendam sobre como gerir melhor o seu dinheiro e sem depender delas para investimentos e transações, então acompanhe nossas dicas para cuidar melhor do seu dinheiro, ou em caso de necessidade, conte com a Consigoo para aquela emergência financeira.

Similar Posts